Economia Circular, é o modelo de negócio que busca aumentar o ciclo de vida de uma peça de roupa, mitigando a cultura do desperdício e tornando a indústria têxtil mais sustentável e adequada à nova realidade de consumo.

Modelos de negócios circulares podem começar com os princípios de reutilização, reparo e remanufatura, mas podem evoluir como modelos de serviço em que a propriedade das roupas não é transferida para o consumidor.

Além disso, busca soluções para a forma como produtos são projetados, buscando matérias-primas local passando por todo o ciclo de produção do produto de forma sustentável e segura, garantindo que os resíduos possam ser reinseridos no processo produtivo.

Esses modelos também devem se basear em condições de trabalho justas e dignas e na utilização adequada de energia, água e outros recursos naturais.

O projeto em nível global é liderado por Ellen MacArthur com o objetivo de alternativas para o atual modelo de produção de várias áreas, inclusive do setor têxtil. No seu relatório, “A new textiles economy: Redesigning fashion’s future”, defende que a criação de um plano de ação em torno de um novo modelo têxtil pode reverter as perdas de até US$ 500 bilhões que essa indústria apresenta hoje em roupas subutilizadas e falta de reaproveitamento de recursos.

O número de vezes que uma roupa é utilizada até o seu descarte, diminuiu 36% se comparado a 15 anos atrás.

O Brasil é super privilegiado porque possui a cadeia de valor completa – da produção à distribuição, e atua num modelo econômico linear, focado principalmente em ganhos no curto prazo.

Nós temos enorme capacidade de produção, utilizando matérias-primas diversas e com milhares de pequenas e médias empresas criativas. Porém, os elos dessa longa cadeia de valor são frágeis, com uma infraestrutura ineficiente e altos preços de energia e custos de mão de obra.

Por suas características tão autênticas, o nosso mercado Denim tem um enorme potencial de crescimento de economia circular.

CARACTERÍSTICAS DA MODA CIRCULAR

· Design pensado com base no fechamento do ciclo

· Criação de produtos baseados em resíduos

· Empresas de serviços como aluguel de roupas, reparos e compartilhamentos

· Processos planejados para aumentar a vida útil de matérias-primas ou reduzir as taxas de consumo

· Novos modelos de negócios e logística reversa

A Economia Circular é baseada em três pilares:

1. Design circular

2. Proposição de Valor

3. Logística Reversa

1. Design Circular

O processo de design possui papel fundamental para o desempenho em sustentabilidade dos produtos – uma vez que este processo define todo o ciclo de vida de um produto, desde as matérias-primas, quem serão os fornecedores, até as condições de uso e disposição final.

Estima-se que cerca de 80% dos impactos ambientais de um produto são definidos no processo de design. Isso significa que após o desenvolvimento, as melhorias em processos podem reduzir cerca de 20% dos impactos.

Além disso, é no processo de design que surgem as inovações que podem diferenciar as empresas no mercado. Em um mercado competitivo e com tendência de commoditização, lançar produtos inovadores e sustentáveis certamente resultará em um diferencial competitivo para qualquer empresa.

Com esse mindset e metodologia correta, os produtos são desenvolvidos com melhor desempenho ambiental e social, contribuindo para o desenvolvimento sustentável, além de gerar valor e fortalecer a marca.

2. Proposição de Valor

A proposta de valor é um dos principais elementos de um modelo de negócio. É a proposta de valor que diferencia uma empresa de seus concorrentes.

Os modelos de negócio que atuam na lógica da economia circular entregam muito mais do que produtos e funcionalidades, mas também benefícios que vão além da relação empresa e cliente. Por exemplo, eles contribuem para a retirada de plástico dos oceanos, promovem a regeneração de capital natural por meio do uso de matérias primas biodegradáveis, reduzem ou eliminam a geração de resíduos ou embalagens plásticas, etc.

3. Logística Reversa

A Logística Reversa garante que o resíduo gerado no ponto de consumo seja reaproveitado pela cadeia produtiva.

Na moda brasileira, já temos várias iniciativas como por exemplo a Insecta Shoes, que além de produzir sapatos veganos e totalmente sustentáveis, recolhe os sapatos usados e os desmonta para reciclagem e produção de um novo sapato.

No nosso mercado de Denim, também temos diversas iniciativas de empresas especializadas upcycling, transformando e ressignificando peças.


Denim Capricórnio – Artwear Ronaldo Silvestre | coleção do @dfbfestival


O estilista Ronaldo Silvestre é especialista em Ressignificar peças!

“RESSIGNIFICAR (v.) é olhar de dentro para fora. é encontrar novidade no que a gente vê todo dia. é saber que as coisas mudam tanto quanto pessoas. é recriar o que um dia foi criado. é a própria regra. é saber lidar com o novo. É perceber que tem um pouco da gente em tudo o que a gente faz. É um exercício de autoconhecimento. – Ronaldo Silvestre – Instituto ITI

A Capricórnio já está preparando seu primeiro Relatório de Sustentabilidade e estamos comprometidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, trabalhando em três pilares – Produto, Planeta e Comunidade.


E você? Está preparado (a) para embarcar nesse novo e promissor modelo de negócio?

3 visualizaçõesEscreva um comentário

Atualizado: Jul 20



Existem três fatores que aceleram e marcam história no espírito do tempo: guerra, revolução e epidemia. Nós estamos vendo a história mudar muito rapidamente e no que diz respeito à moda e comportamento, as mudanças acontecem em alta velocidade.

Vamos falar de 3 tendências de comportamento que irão influenciar a moda e o nosso representante da Moda da Vida Real que é o JEANS.


COMFY FASHION

A realidade do home office chegou para ficar! Se havia algum pré-conceito por parte das empresas, ele já caiu por terra e quase tudo que fazíamos fora de casa atualmente fazemos dentro dela. Para isso, precisamos de peças confortáveis, que nos deem mobilidade e ao mesmo tempo nos deixem prontos para dar uma saidinha quando for preciso.

Além de físico, esse conforto também é emocional, porque buscamos a segurança no passado. Por isso, o VINTAGE permanece em alta. Chamamos de “New Vintage” esse conforto psicológico e emocional.

#DicadaCapri

Reveja suas coleções antigas, busque sua essência, veja o que a sua marca já fez de bom e ressignifique.


E como traduzir essa tendência para o nosso jeanswear?

Segundo a futuróloga Li Edelkoort, após a pandemia teremos um retorno do sexy, e para nossa essência brasileira isso se encaixa perfeitamente. Nesse contexto, penso em um mix entre o conforto e o sensual, trazendo para shapes mais confortáveis e modelagens mais amplas, algumas pitadas de sensualidade, como marcação na cintura, comprimento cropped mostrando o tornozelo, decotes profundos para tops, macacões e vestidos.

Tecidos fluidos são essenciais para essa tendência. Nossa linha Light Denim é perfeita para isso. Experimente o IZA e TECA, nossos mais leves para tops, camisas e peças molinhas, e o JUNO com peso de 7OZ, que fica perfeito para qualquer peça mais fluida.

Ainda falando de conforto, não podemos deixar de falar sobre o jeans moletom, que fica perfeito para modelagens com elástico na cintura como a jogger jeans, blusas e jaquetas no mesmo tecido, para homens e mulheres que nos dão uma sensação de aconchego e segurança. Sem falar que podemos fazer peças maravilhosas e chiques para dentro e fora de casa.


Os MOLETONS DA CAPRI são incríveis para essa proposta. Nosso TREK é super versátil em lavanderia e seu peso proporciona peças super confortáveis. O SLACK é um pouco mais estruturado, perfeito tanto para calças como jaquetas e ainda tem a versão Black Jeans.


Outros tecidos que completam essa tendência do COMFY FASHION são

os tecidos de alta elasticidade, super maleáveis e com toque macio,

que garantem aos fits mais ajustados um extremo conforto.


Nossos artigos da linha FLAT COMFORT DENIM, com construção em cetim,

são ideais para peças mais ajustadas ao corpo e para modelagens jegging

ou legging, com elástico na cintura, trazendo mais conforto para o dia a dia.


Use também nossos artigos com a tecnologia T-400, que proporcionam elasticidade

e recuperação do elastano, além de um toque mais leve e macio, mantendo o conforto durante um dia inteiro de uso. Experimente o MILLÔR, TARSILA, OSCAR e JANGO.


SLOW FASHION

Falamos aqui sobre uma nova forma de consumir, mais consciente. Tanto do ponto de vista financeiro, em que as pessoas afetadas economicamente irão comprar com mais cautela, quanto sobre o ponto de vista social. A empatia está muito em alta nesse momento, a preocupação com as pessoas também será continuada e trará questionamentos sobre o que tem por trás desses produto. Como foi feito e por quem foi feito serão perguntas cada vez mais relevantes para nosso mercado de moda.


Outro ponto do SLOW FASHION é o excesso. 30% das roupas do mundo não são vendidas e viram lixo. Estamos produzindo em larga escala para sobrar, e isso não faz o menor sentido. É hora de repensar nesse volume de produção e readequar a real necessidade. O consumidor tende a comprar menos e melhor e irá escolher marcas que se baseiam na ética e valores sociais.

O consumo consciente não é não consumir, mas consumir melhor.



E como vamos traduzir essa tendência para nossa realidade do jeanswear?

Criem coleções menores, nesse momento precisamos nos dedicar

mais em cada produto para errar menos, para sobrar menos...

Invistam em produtos versáteis, atemporais, de qualidade e que

funcionem para varias ocasiões, do trabalho à diversão.


Apostem no “Jeans feito para durar”!


Usem tecidos mais nobres e sofisticados, com versatilidade em tingimento,

ótima largura e acrônicos como nossos artigos MEDINA, GRAEL e VELOSO.

#DicadaCapri

Mais do que tudo, traga alma e produtos com propósito e valores para sua marca.

Isso vai garantir a sustentabilidade do seu negócio.




LOCAL FASHION

Não é segredo para ninguém: a pandemia do novo Corona Vírus mudou a forma de olhar para muitas coisas, especialmente para a relação com o consumo.

Os consumidores estão se voltando para suas comunidades e bairros próximos para apoiar as empresas que mais valorizam. Esse movimento social chamado de Hiperlocal, oferece oportunidade para comunidades de nichos brilharem impulsionando uma nova economia circular e esse comportamento de compra permanecerá forte no futuro próximo.


O “local” conecta as muitas pessoas envolvidas na produção de uma maneira interdependente, holística e colaborativa, palavra de ordem frente a essa nova economia.


Atrelada a essa tendência de consumo, há uma ascensão de processos manuais valorizando as culturas regionais do Brasil e retomando alguns hábitos antigos dos nossos avós: bordar, consertar, reinventar peças de roupas para passar o tempo, uma série de coisas que no dia a dia não cabiam, mas agora cabem. Tem muita gente fazendo aulas de macramê, Patchwork, bordado, tinturaria natural com flores do quintal. Aliado às tendências de moda, o UPCYCLING ganha força e a economia circular surge com os movimentos de sustentabilidade que vemos crescer a cada dia.



Nas redes sociais já se vê um forte debate e causas levantadas em prol da sustentabilidade financeira dos comerciantes e empreendedores nacionais. Diversas ações estão sendo realizadas pelos próprios consumidores, que entendem cada vez mais o seu papel de modo colaborativo.


O que eu posso fazer para isso se tornar uma verdade na minha marca e coleção?

Iniciar fazendo ações genuínas, se engajando e se comprometendo

com movimentos que apoiem a moda nacional garantindo que seu produto

seja totalmente produzido no Brasil;


Fazer parcerias com marcas pequenas e locais que

melhor se alinhem à sua oferta de produto;


Pensar em alguma ação com a economia circular. Revender peças

de clientes, montar área de customização e reparo de produtos.

Ex: Nudie Jeans – Re use / Mud Jeans – Lease Jeans;


Nosso artigo ALGARVE possui vários tingimentos proporcionando uma versatilidade

de tonalidades para você montar um lindo Patchwork, além de aguentar qualquer processo manual dando aquela cara “Vintage” para suas criações de modelos Upcycling.


A Capricórnio Têxtil faz parte do movimento “JEANS DO BRASIL” e nossa produção é totalmente nacional. Usem nossos artigos e abracem essa causa com a gente!


#DicadaCapri

Mostre os valores da sua marca, comunique o cliente sobre suas preocupações com o social e o ambiental sendo transparente quanto à sua cadeia produtiva e suas ações sustentáveis. Use o coração! Torne seu cliente seu fã! Isso vai fazer ele lembrar e desejar o seu produto.


Curtiu o conteúdo? Conta pra gente! Vamos transformar essa comunidade juntos!

63 visualizaçõesEscreva um comentário

Atualizado: Jul 20



Cores restauradoras: tons de índigo que trazem a sensação de calma, conforto e otimismo.


Nosso cérebro tem o poder de identificar e transformar as cores em sensações. Em um mundo pós Covid-19, as cores tem uma grande importância na moda pois ela afetam a nossa emoção. Antes mesmo dessa pandemia, a Pantonejá havia eleito o Classic Blue como cor do ano de 2020, dando ainda mais importância para o nosso tão amado Jeans. “Vivemos uma época na qual é preciso ter fé e confiança. Essa certeza e constância é expressa pelo PANTONE 19-4052 Classic Blue, uma cor sólida e confiável na qual sempre podemos nos apoiar.”

Selecionamos alguns tons de índigo que trazem sensações restauradoras para esse momento que estamos passando.

Confiram!


Baby Blue: Leveza, tranquilidade e paz

Tons claros vão ganhar um novo significado. Eles serão associados à calma, paz, leveza, conforto e um desejo por umcorpo e mente balanceados.



Mid Blue: Leveza, tranquilidade e paz

Azul é a cor do céu, é a cor das dimensões ilimitadas e dá sensação de profundidade e grandiosidade. Os tons neutros trazem inspiração para muitas pessoas a procurarem um poder superior, a espiritualidade está ajudando a lidar com as incertezas trazendo fé.



Dirty Blue: Conforto, segurança e estabilidade

Tons terrosos naturais, vintage, vão se tornar ainda mais importantes, pois são cores quentes, confortáveis que faz uma conexão com o passado, trazendo lembranças reconfortantes.



Dark Blue: Poder, força e confiança

Tons escuros saturados, conectam com uma atmosfera mais sóbria, dando a sensação de poder, confiança e força para passar por tribulações.


Gostou? Conta pra gente nos comentários com qual deles você se identifica?

#capriinspira


7 visualizaçõesEscreva um comentário

AV. ANGÉLICA, 2582 . 11º ANDAR . SÃO PAULO, BRASIL 
© 2023 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS por GIZ BRAND STUDIO