Blog da Capricórnio

Postado em 28/11/2017
Tags: BEFW, sustentabilidade, upcycling, moda sustentável, sobras de tecido, jeans, sobras de jeans

Brasil Eco Fashion Week

Consumir há algum tempo, tornou-se um ato social. Pensar mais e ter menos é uma bandeira que vem sendo defendida por um número cada vez maior de marcas, no universo da moda e com  isso, novos modelos de negócios estão surgindo, seguindo os conceitos de reciclagem e reuso de materiais.

Comprovando esse movimento e reforçando a ideia de diminuir o impacto ambiental dos antigos processos industriais, surgiu a BEFW -Brasil Eco Fashion Week, a primeira Semana de Moda Sustentável do paísl. O evento, que aconteceu na última semana em São Paulo, reuniu um showroom com diversas marcas de roupas, acessórios, cosméticos e até uma praça de alimentação, com refeições orgânicas.

Fomos conferir o que stá sendo feito no setor do jeanswear e trouxemos novidades!!!

Upcycling é a estratégia da maioria das marcas com a chancela sustentável. A Comas trabalha nesse conceito, utilizando como principal matéria-prima, camisas masculinas sem uso, que se transformam em saias, vestidos, calças e blusas femininas. 

A Think Blue garimpa em associações beneficentes e bazares, peças em jeans que serão totalmente descontruídas e recriadas com novo conceito e design. A escolha pelo denim é a versatilidade e durabilidade do tecido. Até o final da vida útil das peças, o jeans permanece dentro da cadeia têxtil.

A 3Jns trouxe para o mercado brasileiro, um modelo de negócios inovador. É a primeira marca a trabalhar com o jeans retornável. O conceito é semelhante ao que acontece com as embalagens recicláveis de bebida. Depois de usar o jeans da marca por um longo período, a empresa recompra o produto e fornece um cupom de desconto para a próxima aquisição. As peças recebidas passam por novos processos de lavanderia e customização e passam a integrar uma linha de produtos de 2º ciclo. O máximo de reuso das mesmas peças é de 3 ciclos.

A Upcyqueen tem um conceito bastante intereessante para otimizar recursos nas empresas de moda. Ela avalia os materiais excedentes, propõe uma coleção, com mix de produtos e pode até acompanhar a produção. Depois do processo, tudo volta às prateleiras.

Fotos: Reprodução